Tumba do Egito Antigo revela feitiços contra picadas de cobras

O Antigo Egito possuía uma medicina avançada para sua época, mas ainda não era suficiente para as pessoas sobreviverem a eventos como picadas de cobra. Por causa disso, eles costumavam recorrer a magias e feitiços, que acompanhavam alguns egípcios até mesmo até o túmulo, de acordo com uma nova descoberta.

A pesquisa foi conduzida por arqueólogos do Instituto Checo de Egiptologia (CIE) da Universidade Charles, em Praga, que investigaram o túmulo de um jovem escriba que morreu aos 25 anos, por volta de 2500 anos atrás, durante a 26ª ou 27ª dinastia do Antigo Egito.

O escriba era chamado de Džehutiemhat, e de acordo com comunicado, seu túmulo foi encontrado no cemitério de Abusir, ao sul do Cairo. Sua decoração chama atenção, pois suas paredes são cobertas de imagens de deuses e deusas.

  • No teto existem imagens que representam a jornada de Rá, divindade ligada ao Sol;
  • Nas paredes as imagens são das deusas Eset e Nebtheta;
  • E no interior do caixão do escriba existem imagens de Imentet, a deusa do Ocidente, e Geb, deus da terra.

Imentet, a deusa do Ocidente no interior do caixão

Imentet, a deusa do Ocidente no interior do caixão (Crédito: Petr Košárek, © Instituto Tcheco de Egiptologia FF Reino Unido)

Feitiços contra picadas de cobras

Além das imagens de deusas, as superfícies da tumba possuem hinos em homenagem ao Sol e feitiços e proteções para garantir que Džehutiemhat tivesse uma boa passagem para o mundo dos mortos. Mas o que chamou atenção dos pesquisadores, é que esses textos estão pedindo proteção de cobras.

Uma ênfase tão forte nos feitiços de cobra foi provavelmente consequência de uma escolha pessoal do proprietário da tumba. Nenhum caso semelhante com tanta atenção excessiva a esses feitiços é conhecido.

Miroslav Bárta, diretor do CIE, em resposta ao WordsSideKick.com

As picadas de cobras eram muito mais comuns no Antigo Egito do que atualmente, isso devido ao clima mais úmido do período. No entanto, os feitiços para proteger o escriba parecem não ter evitado um caso severo de osteoporose, provavelmente genética.

Essas descobertas, dos feitiços contra cobras e da osteoporose que atingia o escriba, dizem aos pesquisadores muito sobre o Antigo Egito, fornecendo mais informações sobre o fim dos dias de glória da antiga civilização. As escavações e análises ainda estão em andamento no local e podem revelar ainda mais.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/2023/11/20/ciencia-e-espaco/tumba-do-egito-antigo-revela-feiticos-contra-picadas-de-cobras/

Deixe seu comentário