‘League of Legends: Wild Rift’ ganha servidor no Brasil; confira como jogar ‘LoL’ no celular

Podem desligar os VPNs! O servidor das Américas para o ‘Wild Rift’ será liberado nesta segunda-feira (29), e os jogadores brasileiros poderão finalmente jogar a versão de celular de ‘League of Legends’ sem a alta latência causada pelas redes virtuais privadas.

Assim que o servidor estiver ativo, usuários do ‘Wild Rift’ do Brasil,  Chile, Argentina, Colômbia, Peru, México, Canadá e Estados Unidos receberão uma mensagem sobre o lançamento do jogo. De acordo com a Riot Games, os servidores das Américas usam uma infraestrutura completamente diferente do resto do mundo, o que permite que os usuários joguem entre si, mas os isolam dos jogadores de outros continentes.

‘League of Legends: Wild Rift’ altera a jogabilidade do moba para adaptá-lo às telas dos celulares. No fundo, o jogo é o mesmo: duas equipes de cinco jogadores disputam em um mapa com duas bases e três caminhos principais que as conectam – com uma selva no meio. Mais de 60 campeões, com habilidades e características únicas, estão disponíveis.

Como jogar League of Legends: Wild Rift

Para rodar o jogo, a Riot recomenda aparelhos com 2 GB de RAM e processador quad-core de 1,5 GHz (32 bits ou 64 bits) para Android, ou 1 GB de RAM e processador Dual-core de 1,4 GHz (Apple A8) no iOS. “Claro que dispositivos mais novos terão gráficos melhores, mas você ainda conseguirá roubar o Barão e descolar um pentakill na humilde batata que você chama de celular ou tablet”, garante a desenvolvedora.

Quem já vinha usando sua conta para jogar ‘Wild Rift’ nos servidores europeus poderá migrar para os novos servidores – mas irá perder todo progresso feito até então. Ou seja, conta zerada. “Contas preexistentes que migram para os servidores das Américas serão completamente redefinidas, mas quaisquer Wild Cores adquiridos serão eventualmente restaurados”, garante a Riot.

Para compensar, nas primeiras semanas serão realizados eventos que ajudarão os jogadores nas Américas a recuperar o tempo perdido. “Você terá a chance de obter toneladas de Blue Motes, XP, campeões e até mesmo conteúdo exclusivo de eventos há muito expirados”.

No primeiro login, seu endereço IP será utilizado para atribuir o melhor servidor para sua localização, diminuindo lag, desconexões e outros problemas. A Riot recomenda que os usuários desliguem quaisquer redes VPN ao entrar pela primeira vez. “Redes configuradas incorretamente podem levar nossos sistemas a pensar que você não está, o que pode resultar na atribuição de uma afinidade de servidor imprecisa à sua conta. Isso pode criar uma série de problemas que não podem ser facilmente resolvidos”, completa a empresa.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/2021/03/29/games-e-consoles/league-of-legends-wild-rift-ganha-servidor-no-brasil/

Deixe seu comentário