Estudantes vão a supermercado e são vacinados contra Covid-19

Já imaginou ir despretensiosamente ao mercado e voltar vacinado contra a Covid-19? Pois foi isso que aconteceu com um estudante de Direito de Washington e seu amigo nos Estados Unidos.

Na semana passada, David MacMillan e seu amigo foram fazer compras em uma unidade da Giant Food localizada na capital dos EUA. O que eles não esperavam era uma abordagem de uma funcionária da seção de farmácia, oferecendo aos rapazes duas doses da vacina da Moderna — uma para cada — contra o coronavírus.

Embora os profissionais de saúde tenham prioridade na campanha de vacinação iniciada no país, alguns deles perderam as consultas para serem imunizados. Além disso, como as vacinas são preservadas em freezers, elas expiram rapidamente em temperatura ambiente.

Profissionais de saúde

Profissionais de saúde dos Estados Unidos têm prioridade no recebimento das primeiras doses das vacinas contra o coronavírus. Imagem: NanoStockk/iStock

Com isso, ao observar que as doses da Moderna seriam descartadas, a funcionária ofereceu-se para aplicar as vacinas nos rapazes.

“Ei, eu tenho duas doses da vacina e vou ter que jogá-las fora se não der a alguém. Fechamos em 10 minutos. Vocês querem a vacina da Moderna?”, disse a farmacêutica, segundo versão contada por MacMillan à rede NBC.

A funcionária nem precisou perguntar duas vezes, já que ambos os rapazes se prontificaram para serem imunizados.

O estudante de Direito chegou a postar um vídeo da aplicação da vacina em seu perfil no TikTok. O conteúdo rapidamente viralizou na internet, chegando a mais de 700 mil visualizações.

Sorte grande no mercado

Como MacMillan não pertencia ao grupo prioritário para receber o imunizante contra o coronavírus, o acontecimento pôde ser considerado como aqueles de “estar no lugar certo, na hora certa”.

A cadeia de supermercados Giant Food pronunciou-se afirmando que a farmacêutica respeitou as normas das autoridades sanitárias da capital e explicou que o fato só foi possível por conta do não comparecimento de alguns profissionais de saúde no local.

“A vacina da Moderna é valiosa e salva vidas, e estamos felizes por não tê-la desperdiçado e ter dado a cada um deles uma dose”, informou a empresa em comunicado.

Segundo o Centro de Controle de Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), mais de 4,5 milhões de pessoas receberam a primeira dose de vacinas contra o coronavírus no país. Nos EUA, são autorizados imunizantes da Pfizer-BioNTech e Moderna.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/2021/01/05/coronavirus/estudantes-vacinados-supermercado-covid-19/

Deixe seu comentário