Amazon testa sistema de cobrança que reconhece a mão do usuário

De acordo a uma reportagem do New York Post, a Amazon está “testando silenciosamente scanners que podem identificar a mão de um indivíduo como uma maneira de pagar compras”. Ainda segundo a reportagem, a ideia da empresa é implementar a tecnologia em lojas específicas, como a da sua subsidiária Whole Foods.

Esse novo projeto, batizado de Orville, será sincronizado com o sistema Amazon Prime para que os usuários não precisem realizar nenhum contato físico para que uma compra seja processada e debitada do cartão de crédito cadastrado em sua conta da Amazon. A empresa quer testar o serviço já no próximo ano, e pretende instalá-lo em alguns pontos de venda selecionados dos EUA.

De acordo com Majd Maksad, CEO do site Status Money, a Amazon está desenvolvendo esse sistema para acelerar o tempo de pagamento, já que a promessa é a de que ele seja feito em menos de 300 milissegundos, e também para incentivar os compradores a gastarem mais: “As pessoas tendem a gastar mais quando não precisam tocar em algo tangível como o dinheiro.”

Um porta-voz da Amazon declarou ao Post que “não comentamos rumores ou especulações”, mas fontes ligadas à empresa afirmam que os testes estão acontecendo na sede da empresa e que o sistema foi implementado em máquinas de salgadinho e refrigerante para que os usuários possam usar o novo método de pagamento.

Obviamente, o fato de sincronizar o serviço com o Amazon Prime levanta algumas preocupações de segurança como aponta Stephanie Hare, pesquisadora de ética em tecnologia. Segundo ela, a Amazon pode ter tomado a decisão de substituir a identificação facial pela mão porque “parece menos com uma foto de identificação”. Mas ela aponta que, de qualquer forma, essa é uma forma de identificação, mesmo que não se use o rosto.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/amazon-testa-sistema-de-cobranca-que-reconhece-a-mao-do-usuario/89962

Deixe seu comentário