Virgin Galactic: a primeira empresa espacial pública

Companhia deve receber novo investimento de, aproximadamente, 3,2 bilhões de reais.

A Virgin Galactic está prestes a se tornar a primeira empresa espacial pública. Liderada pelo bilionário Richard Branson, a empresa deve receber um investimento de US$ 800 milhões (cerca de 3,2 bilhões de reais) da Social Capital Hedosophia Holdings, uma empresa especializada em “aquisições de propósitos especiais”.

Segundo informa o Wall Street Journal, o valor investido deve ajudar a companhia a financiar suas pesquisas e construção de espaçonaves mais modernas para quando a empresa for finalmente capaz de vender comercialmente pacotes de viagens ao espaço.

Por enquanto, a Virgin Galactic opera no mesmo segmento da SpaceX e Blue Origin; pesquisas e voos em teste para embarcações não-tripuladas ou com apenas alguns membros de equipe de voo. Até o momento, nenhuma das três empresas opera em lucro pois ainda não estão atuando em segmentos comerciais.

Ainda não há uma data certa para a Virgin Galactic realizar sua abertura de capital e passar a operar na Bolsa de Valores, mas especialistas acreditam que isso deva acontecer ainda este ano.

A Virgin Galactic já recebeu aproximadamente US$ 80 milhões (algo em torno de R$ 320 milhões) em investimentos de usuários mais ricos, que buscam garantir um lugar no primeiro voo espacial da empresa. No total, são cerca de 600 clientes; todos com as contas recheadas de dólares. No lado empresarial, a companhia já alcançou investimentos que ultrapassam a marca de US$ 1 bilhão (R$ 4 bilhões).

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/virgin-galactic-a-primeira-empresa-espacial-publica/87802

Deixe seu comentário