Microsoft quer patentear uma simulação do amanhecer

“Despertador natural” seria usado em dispositivos com tela dupla, proporcionando um despertar mais natural.

Uma patente recentemente publicada pela Microsoft sugere um novo caso de uso de dispositivos de tela dupla. Intitulado ‘dispositivo inteligente móvel com simulação integrada da madrugada’, ele descreve um método para usar um dobrável para despertar os usuários naturalmente do sono.

Esta patente apresenta uma ideia para um dispositivo que conta com duas telas conectadas a um controlador e  configuradas para exibir um relógio no primeiro display. Já o segundo é usado para iluminação indireta que fica gradualmente mais brilhante à medida que a hora do despertar se aproxima, tirando o usuário naturalmente do processo de sono.

Reprodução

A Microsoft não é a primeira a considerar a simulação do amanhecer. O conceito foi patenteado pela primeira vez na década de 1990 e tem algumas pesquisas por trás dele. A técnica também é usada para ajudar aqueles com depressão sazonal.

O novo conceito aqui é claramente o uso da configuração de tela dupla, que deixaria o dispositivo funcionar como um hub ou despertador geral enquanto não estiver em uso, enquanto ainda é capaz de fornecer iluminação indireta.

Naturalmente, a verdadeira questão é se a solução da Microsoft adicionará um valor significativo em relação aos dispositivos mais tradicionais. Não está claro se a patente é relacionada ao “Centaurus”, um notebook com duas telas, supostamente parte da linha Surface, que estaria sendo desenvolvido pela Microsoft..

No entanto, o conceito pode certamente ser usado para qualquer laptop ou celular de tela dupla. A patente foi originalmente registrada em 2017, mas parece improvável que ela esteja no mercado em breve.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/microsoft-apresenta-patente-para-simulacao-do-amanhecer/87678