A cura da AIDS: cientistas combinam edição genética e medicamentos

Um novo tipo de terapia anti-retroviral (ART) chamada LASER ART mantem a replicação do vírus baixa por tempo suficiente para o CRISPR-Cas9 modificar sequências de DNA dentro de células infectadas.

Embora o tratamento de HIV tenha melhorado muito a vida dos pacientes e tornado o vírus mais administrável, uma cura permanente ainda é indefinida. Porém, os cientistas fizeram um avanço significativo nesta área usando a ferramenta de edição de gene CRISPR- Cas9 para remover completamente o vírus do genoma de animais vivos.

O avanço provém da combinação de CRISPR-Cas9 com um novo tipo de terapia anti-retroviral (ART) chamada LASER ART, que permite que os medicamentos sejam liberados lentamente durante semanas, mantendo a replicação do HIV baixa por períodos mais longos. Os pesquisadores queriam descobrir se isso poderia amortecer a replicação do vírus por tempo suficiente para que o CRISPR-Cas9 se livrasse totalmente dele

CRISPR-Cas9 é o nome dado para uma técnica de edição genética utilizada para modificar sequências de DNA precisamente. A prática tem trazido muitas esperanças na cura de doenças como o câncer e, agora, o HIV.

Os cientistas fizeram o teste em ratos infectados com HIV. Eles então medicaram os camundongos com LASER ART e usaram o CRISPR-Cas9 para cortar sequências de DNA relevantes dentro de células infectadas. A análise de acompanhamento revelou que o HIV foi completamente eliminado em cerca de um terço dos ratos.

O resultado foi fruto de uma colaboração entre pesquisadores da Faculdade de Medicina da Temple University, que em 2014 decidiram usar a edição genética para eliminar permanentemente o vírus HIV das células humanas, com cientistas do Centro Médico da Universidade de Nebraska.

“A grande mensagem deste trabalho é que é preciso tanto o CRISPR-Cas9 quanto a supressão de vírus por meio de um método como o LASER ART, administrados em conjunto, para produzir uma cura para a infecção pelo HIV”, disse o médico Kamel Khalili. “Agora temos um caminho claro para avançar para testes em primatas não humanos e possivelmente ensaios clínicos em pacientes humanos durante o ano”.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/cientistas-combinam-editor-de-gene-crispr-e-medicamento-para-curar-hiv/87571