LinkedIn adiciona ferramenta de reações bem parecida com a do Facebook. Veja como ficaram

Recursos deste tipo eram desejados pelos usuários há um bom tempo, mas a semelhança com o Facebook é bastante curiosa.

Só porque o Facebook está no centro de uma grande pilha de escândalos não significa que seus concorrentes estejam fechando os olhos para as fórmulas de sucesso da maior rede social do mundo – ou até que sejam imunes à tentação de copiar alguns de seus recursos. O LinkedIn, por exemplo, acaba de anunciar o que parece ser a sua própria versão das reações de emoji do Facebook, em uma tentativa de deixar as formas de reagir rapidamente a uma postagem mais leves.

É claro que a rede social dedicada a profissionais não menciona quaisquer inspirações na rede de Mark Zuckerberg. No entanto, é difícil passar o olho e não perceber a semelhança entre os recursos. E também não deixa de ser uma surpresa ver o Facebook se transformando em “vítima” das suas próprias artimanhas – isto é, do costume de pegar emprestado ou se apropriar de recursos dos adversários.

O LinkedIn explicou no blog da empresa que a adição de uma reação para além do simples ‘Curtir’ era um desejo de longa data dos seus usuários. “Ao mesmo tempo, também disseram que, ao postar no LinkedIn, queriam mais formas de se sentirem ouvidos e de entender por que alguém gostou do que foi postado”. O conjunto completo dos novos ícones de reação pode ser visto no GIF abaixo.

As novas reações expressam emoções como “celebrar”, “elucidativo” e “curioso”, e já estão sendo disponibilizadas. Os ícones estarão liberados a usuários do LinkedIn pelo mundo todo no próximo mês, tanto no serviço de web como nas plataformas móveis. E se você já usou as reações no Facebook, não terá nenhum problema com a ferramenta do LinkedIn: o mecanismo é o mesmo. Basta apertar e segurar o ícone de ‘Curtir” nos smartphones, ou passar o mouse por cima na versão desktop, e escolher sua reação preferida.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/linkedin-adiciona-ferramenta-de-reacoes-bem-parecida-com-a-do-facebook-veja-como-ficaram/84651

Deixe seu comentário