Qualcomm lança chip 5G que promete celulares mais finos e com bateria duradora

A Qualcomm revelou nesta terça-feira um novo modem. Chamado de Snapdragon X55 5G, compatível com redes do 2G até o 5G, sendo também o segundo chip 5G produzido pela Qualcomm. Ele conta com a vantagem de não depender de outros chips para operar em outras redes, o que tem uma série de vantagens para os celulares.

A primeira leva de celulares com 5G começará a ser apresentada nesta semana, com previsão de lançamentos da Samsung, da LG e da Huawei, e tantas outras. No entanto, os aparelhos 5G iniciais usarão o modem X50 da Qualcomm, capaz de baixar velocidades de até 5 Gbps.

Já com o modem x55, você poderá fazer download com até 7 Gbps na rede 5G e carregar informações em até 3 Gbps. Além de conseguir aumentar a velocidade quando no 4G, com o LTE Categoria 22 permitindo o download de dados em até 2,5 Gbps. Categoria anterior A tecnologia 20 LTE permitiu velocidades de até 2 Gbps.

A intenção é que o chip não fique restrito a celulares e já comece a atuar esse ano em notebooks, tablets e até mesmo em carros conectados. “A amplitude dos aplicativos vai abranger consumidor e empresa”, afirmou o gerente de marketing da Qualcomm.

Redução no preço e no tamanho dos celulares

A junção em um modem de todas as redes disponíveis traz vantagens visuais e financeiras. Primeiramente que por não precisar de múltiplos chips, o celular fica bem mais fino. Além disso, comprar apenas o X55 diminui o preço de manufatura para o produtor.

Como já se sabe, as primeiras versões de aparelhos 5G que serão lançadas, devem ter um custo alto. A OnePlus , por exemplo, acredita que seu primeiro telefone 5G pode custar entre U$ 200 e U$ 300 a mais que o OnePlus 6T deste ano. Um grande peso para o bolso do consumidor.

Enquanto os preços são altos, os dispositivos 4G ainda se mantém como os principais. Porém, após a introdução do X55, eles podem perder esse protagonismo no mercado.

O presidente da Qualcomm, Cristiano Amon, disse para a CNET que está confiante no crescimento do 5G e que até o fim dos feriados de dezembro todos celulares top de linha lançados no sistema operacional Android usariam o modem 5G de sua empresa.

Reprodução

Módulos de onda milimétrica

O módulo anunciado terça-feira (19) acompanhará o X55 da Qualcomm e tem como objetivo ajudar o chip a captar os sinais rápidos de ondas milimétricas.

Esse módulo bate justamente com a proposta do 5G, que promete usar ondas de frequências mais altas para enviar dados mais rapidamente, Os sinais operam em frequências de 24GHz ou mais altos, enquanto o 4G de hoje, atua entre 600MHz a 5.8GHz.

Tem sido difícil para as empresas fabricarem chips pequenos o suficiente para caberem em telefones e também conseguirem que espectro de ondas milimétricas percorra longas distâncias. Para resolver esse problema, a Qualcomm em meados de 2018 apresentou as famílias de módulos de antenas de frequência de rádio sub-6GHz, Q TM052 e QPM56xx, que trabalham junto com o modem Snapdragon X50 5G da empresa para oferecer velocidades de rede super rápidas aos smartphones.

Na terça-feira, a Qualcomm apresentou a segunda geração do seu módulo de onda milimétrica, o QTM525. A nova tecnologia suporta mais bandas, incluindo as redes de 26 GHz, 28 GHz e 39 GHz na América do Norte, Coréia, Japão, Europa e Austrália.

O módulo também é menor do que seu antecessor, então permite que os fabricantes de celulares criem telefones ainda mais elegantes. A Qualcomm se recusou a fornecer dimensões para o QTM525 ou o módulo mais antigo, mas disse que pode suportar telefones com menos de 8 mm de espessura.

Dihman confirma que o tamanho dos celulares não será mais um fator limitante para o uso de 5G e se mostra muito animado com o futuro. “O momento que o 5G está se desenvolvendo é muito diferente do 4G. Está vindo rápido, e está chegando grandiosamente”.

 

 

 

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/qualcomm-lanca-chip-5g-que-promete-celulares-mais-finos-e-com-bateria-duradora/82951